A bielo-russa Victoria Azarenka alcançou nesta terça-feira seu melhor resultado em um torneio de Grand Slam, ao avançar à semifinal em Wimbledon. A tenista número cinco do mundo se garantiu entre as quatro melhores da competição com uma boa vitória sobre a austríaca Tamira Paszek, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/1.

Na disputa por uma vaga na grande decisão, Azarenka terá pela frente a checa Petra Kvitova, que eliminou nesta terça a búlgara Tsvetana Pironkova, algoz de Venus Williams, por 6/3, 6/7 (5/7) e 6/2. Kvitova, atual número oito do ranking, não havia perdido sets até as quartas de final.

No confronto direto entre as duas semifinalistas, a disputa está empatada, com duas vitórias para cada tenista. Kvitova, porém, venceu as duas últimas partidas, em Madri, neste ano, e em Wimbledon, em 2010. Na ocasião, a checa chegou a aplicar um 6/0 na bielo-russa.

Nesta terça, Azarenka teve pouco trabalho para superar Paszek, que já foi treinada pelo brasileiro Larri Passos. A bielo-russa cravou 30 bolas vencedoras, incluindo um ace, contra apenas 11 da rival, e encaminhou a vitória sem sofrer maiores ameaças.

Kvitova, por sua vez, precisou de três sets e 2 horas de partida para derrotar Pironkova. A checa arriscou mais nos golpes e compensou os 24 erros não forçados (contra 18 da búlgara) com 54 bolas vencedoras, incluindo 9 aces. Pironkova cravou apenas 10 winners.

A outra semifinal terá a russa Maria Sharapova, campeã em 2004, e a alemã Sabine Lisicki, que venceram suas partidas nesta terça. Os dois confrontos decisivos serão disputados na quinta-feira. A decisão está marcada para o sábado.