Paulo Baier chegou ao Atlético em junho como uma grande incógnita. Será que o meia repetiria o bom futebol apresentado no Palmeiras e Goiás ou os 34 anos pesariam contra o seu desempenho?

Após um início inconstante, o jogador melhorou o condicionamento físico e pegou ritmo de jogo. Atualmente é indispensável ao Furacão, sendo reverenciado como maestro. E ontem, novamente, Baier foi decisivo.

O segredo deste “recomeço” do camisa 10 é estar feliz no time rubro-negro. Após a vitória contra o São Paulo, o jogador inclusive deu declarações sobre a intenção de permanecer no Atlético após o término de seu contrato (dezembro de 2009) e, quem sabe, encerrar a carreira por aqui.

“Quando você se sente bem, não tem necessidade de sair. O importante é se sentir bem, não é só o dinheiro. O atleta tem que estar num lugar no qual as pessoas gostam de você. Foi por isso que falei (sobre renovar). Porque eu tenho a intenção mesmo e o presidente sabe disso. Eu tenho interesse em permanecer e o meu contrato é até o final do ano. Mas se continuar assim, talvez renove mais cedo”, afirmou.

Baier é atualmente o capitão do time e um dos artilheiros do Atlético no Brasileirão (5 gols). Essa boa fase ele credita principalmente à boa forma física em que se encontra.

“A minha parte física melhorou muito e assim estou conseguindo render. Então as coisas vêm melhorando”, afirmou. O “maestro” também agradeceu o empenho da garotada que, diante de um qualificado São Paulo, demonstrou ter qualidade. “Eu fiz o gol, mas todos estão de parabéns. A meninada fez uma grande partida, ganhamos de um dos favoritos ao título”, finalizou.