A Federação Alemã de Futebol anunciou nesta quinta-feira que Michael Ballack não voltará a ser convocado para defender a seleção da Alemanha, encerrando meses de especulação sobre o futuro do jogador. Além disso, revelou que a despedida oficial do jogador da equipe acontecerá em amistoso contra a seleção brasileira.

O meio-campista de 34 anos de idade disputou 98 partidas pela Alemanha, mas não atua pela equipe há mais de um ano e ficou sete meses afastado dos gramados por conta de uma lesão no tornozelo, incluindo a última Copa do Mundo na África do Sul, onde a seleção terminou em terceiro lugar.

Ballack, que marcou 42 gols pela Alemanha desde a sua estreia em abril de 1999, nunca ganhou um grande título pela seleção. Ele foi o capitão da equipe em 55 jogos. O amistoso contra o Brasil está marcado para o dia 10 de agosto, na cidade de Stuttgart, e o meia do Bayer Leverkusen será o capitão.

“Em nossas conversas, eu tive a impressão de que Michael definitivamente entendeu o nosso ponto de vista”, disse Low. “Portanto, para o interesse de todos, é apropriada uma decisão clara e honesta”. “Ele teve uma participação enorme em grandes sucessos da equipe desde a Copa de 2002”, elogiou.

Ballack contribuiu para a classificação da Alemanha para a final da Copa do Mundo de 2002, mas não participou da derrota por 2 a 0 para o Brasil. Quatro anos mais tarde em casa, a seleção alemã terminou em terceiro. “Ele marcou uma época e, como capitão, sempre se colocou a serviço da equipe”, disse Low.

Em 2008, Ballack foi vice-campeão da Eurocopa ao perder por 1 a 0 para a Espanha na final do torneio. Seu último jogo pela seleção alemã foi disputado em março de 2010, quando a equipe perdeu um amistoso para a Argentina por 1 a 0.