Assim como na quarta-feira, os reflexos da chegada do Furacão Jova ao México continuam castigando Guadalajara. Na manhã desta quinta-feira, uma forte chuva atingiu a cidade e atrapalhou o hasteamento da bandeira do Brasil na Vila Pan-Americana.

Compareceram à cerimônia atletas do handebol, ginástica rítmica e vôlei, que chegaram um pouco depois do hasteamento. Também estiveram presentes autoridades do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) como o presidente Carlos Arthur Nuzman. Normalmente, a delegação se posta próxima ao local do hasteamento, mas por conta da chuva, todos se abrigaram sob tendas a 150 metros do local.

Bernard Rajzman, chefe de delegação do Brasil, fez um discurso agradecendo a receptividade de Guadalajara, cidade na qual a Seleção Brasileira de futebol disputou quase todos os jogos na campanha do tricampeonato, na Copa do Mundo de 1970. “Quero agradecer os atletas que aqui estão. Tenho certeza que eles nos darão muitas alegrias. Guadalajara há anos tem uma boa relação com o Brasil”, disse.

Após a cerimônia, a delegação brasileira assistiu à exibição de uma dança típica mexicana. Os atletas seguem se preparando para as competições dos Jogos Pan-Americanos, que começam no sábado. A cerimônia de abertura do evento será realizada hoje.