Campeão na temporada 2010/2011, o Barcelona estreia na Liga dos Campeões da Europa nesta quarta-feira, recebendo o Spartak de Moscou no Camp Nou, pelo grupo G da competição, que ainda conta com Benfica, de Portugal, e Celtic, da Escócia.

O time catalão vai a campo com diversos problemas, o que não tem atrapalhado o desempenho nas primeiras partidas da temporada, já que o Barça lidera o Campeonato Espanhol, tendo vencido as quatro primeiras partidas da competição.

Tito Vilanova dificilmente deverá entrar em campo sem Carles Puyol, Andrés Iniesta e Alexis Sánchez. Já o lateral-esquerdo Jordi Alba, que se recupera de gripe, é dúvida. Se não jogar, Adriano, que balançou as redes contra o Getafe, pode aparecer entre os titulares.

Dois importantes titulares da equipe, poupados na última rodada do Espanhol, Daniel Alves e Lionel Messi voltarão a equipe. Vilanova, contudo, ainda tem duas dúvidas para o jogo: no meio-campo, entre Cesc Fabregas e Alex Song, e no ataque, entre David Villa e Cristian Tello.

Para surpreender o Barcelona, o Spartak de Moscou conta com o técnico espanhol Unai Emery, que comandou o Valencia. O retrospecto do treinador, contudo, não é dos mais animadores, já que Emery nunca venceu o rival desta quarta-feira.

Apenas em sétimo no Campeonato Russo, o espanhol ainda tem dois desfalques importantes, o atacante brasileiro Welliton, que está contundido e o volante holandês De Zeeuw, suspenso após ter recebido o terceiro cartão amarelo contra o Fenerbahce.

Maior campeão do futebol da Rússia, o Spartak quer repetir na Liga dos Campeões o desempenho na antiga Copa dos Campeões da temporada 1990/1991, quando caiu nas semifinais diante do Olympique de Marselha, depois de eliminar o Real Madrid. O último grande resultado internacional da equipe foi duas temporadas atrás, ao chegar nas quartas de final da Liga Europa.

No Celtic Park, também pelo grupo G, o Celtic retorna a Liga dos Campeões depois de três temporadas, enfrentando o Benfica, que terá a ausência de última hora do zagueiro brasileiro Luisão, suspenso internacionalmente depois de agredir árbitro de partida da pré-temporada do clube luso.

A equipe escocesa não terá em campo o atacante grego Samaras, contundido. Outro desfalque da equipe deve ser o lateral Thomas Rogne, que está em litígio com o clube por causa da sua renovação de contrato.

No Benfica, com relação a Luisão, o clube foi comunicado que a suspensão, inicialmente dada pela Federação Portuguesa de Futebol, foi confirmada pela Fifa, com isso, o jogador não poderá atuar em nenhuma competição até o dia 20 de novembro.

Prováveis escalações:

Barcelona: Valdés; Daniel Alves, Piqué, Mascherano e Alba (ou Adriano); Busquets, Xavi, Fabregas (ou Song); Pedro, Messi e Villa (ou Tello). Técnico: Tito Vilanova.

Spartak Moscou: Dykan; Kombarov, Insaurralde, Suchi e Makeev; Rômulo, Kombarov, Källstrom e Bylyaletdinov (ou Jurado); McGeady e Ari (ou Dzyuba). Técnico: Unai Emery.

Árbitro: Milorad Mazic (Sérvia) auxiliado pelos compatriotas Milovan Ristic e Igor Radojcic.

Estádio: Camp Nou, em Barcelona (Espanha).