Sakhir – No palco criado pelo engenheiro/arquiteto alemão Hermann Tilke, deu Barrichello no primeiro dia. O brasileiro da Ferrari cravou o melhor tempo na segunda sessão de treinos livres em Sakhir, volta que acabou sendo a mais rápida da sexta-feira: 1min31s450, média de 213,244 km/h. “Não acredito muito nas sextas-feiras”, disse o piloto, sem querer se escalar como favorito a nada. “Acho que vamos brigar pela pole, mas ainda temos muito trabalho pela frente.”

Rubens elogiou a pista barenita. “Não é mais suja do que algumas da Europa”, falou. “O problema nem é a areia, mas o fato de ser nova. É um asfalto menos abrasivo do que eu imaginava. Ainda está escorrregadia porque está suja, mas não tem nada a ver com a areia do deserto, e sim com o fato de nunca ter sido usada. O problema maior é quando a gente sai do traçado, aí escorrega muito, mesmo.”

A Ferrari começou bem o dia, com Schumacher e Barrichello nas duas primeiras posições no primeiro treino livre, bem na frente dos demais. O alemão, no entanto, não repetiu o desempenho na segunda sessão e ficou em quarto, a 0s282 do companheiro. O segundo colocado foi Montoya, da Williams, a mísero 0s001 de Rubens. Davidson, piloto de teste da BAR, ficou em terceiro a 0s038.

A surpresa do dia foi Klien, da Jaguar. Estreante na categoria, terminou em quinto entre os 25 que treinaram ? os 20 titulares e os cinco pilotos de testes usados por Minardi, Jordan, Jaguar, BAR e Toyota. Entre os brasileiros, o melhor foi Zonta, da Toyota, em décimo. Ele também é “test-driver”. Da Matta (Toyota) ficou em 14.º e Massa foi o 15.º.

O treino foi marcado por muitas rodadas, atribuídas muito mais às escapadas do traçado ideal ao qual Barrichello se referiu. O asfalto chegou a 51 graus, com 31 de temperatura ambiente.

Hoje acontecem mais duas sessões de treinos livres, entre 3h e 5h. A partir das 7h (de Brasília) começa a definição do grid, com a primeira metade da classificação. Esse treino serve apenas para determinar a ordem de entrada dos carros na segunda parte, que deve começar às 14h locais (8h de Brasília). Na primeira parte, eles fazem suas voltas lançadas seguindo a ordem de chegada da última prova. Assim, Schumacher será o primeiro na pista, seguido por Montoya e Button.

Na segunda metade é que as voltas lançadas valem para formar o grid. O primeiro a ir para a pista será o mais lento da primeira metade; o mais rápido será o último.