O goleiro Renê e o atacante Val Baiano devem voltar a treinar com o restante do elenco do Barueri nesta terça-feira. A diretoria irá se reunir com a dupla e logo depois liberá-los para os treinamentos da semana, podendo voltar ao time diante do Internacional, domingo, na Arena Barueri, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Os dois jogadores foram afastados após dar declarações de que teriam recebido incentivo financeiro do Cruzeiro para ganhar do Flamengo na 32.ª rodada. Na oportunidade, o Barueri fez 2 a 0 no clube carioca dentro da Arena Barueri.

Mas a punição aos dois causou ainda mais mal-estar no Campeonato Brasileiro. Isso porque o presidente Marcos Antônio de Almeida os afastou antes do jogo contra o São Paulo. O clube da capital, que luta pelo título, venceu o confronto por 1 a 0.

Rival do São Paulo na briga pela taça, o técnico do líder Palmeiras, Muricy Ramalho, ironizou a suspensão dos jogadores do Barueri por apenas um jogo. “Sério? Punição meio rápida essa…”, alfinetou o treinador.

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, também levantou suspeitas sobre a suspensão e a reintegração de Renê e Val Baiano. “É no mínimo estranho o que aconteceu. Dois jogadores do Barueri são afastados na véspera de uma partida importante contra o São Paulo. E agora a informação é de que eles vão voltar a treinar na terça-feira. É uma coisa que dá margem para especulação”, afirmou.