A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) assinou nesta semana sete convênios com o Ministério do Esporte, que totalizam R$ 14,8 milhões. O valor será utilizado para garantir estrutura para as seleções nacionais e fomentar a prática da modalidade no país.

Presidente da CBB, Carlos Nunes ressaltou que a parceria com o Ministério do Esporte garante o desenvolvimento do basquete brasileiro nos próximos anos.

Ex-jogadora e atual diretora das seleções femininas da CBB, Hortência afirmou que o aporte financeiro do ministério é vital para a modalidade, que perderia muito caso a parceria não existisse.

Este ano, a CBB deve sofrer com uma redução do patrocínio proveniente da Eletrobras, que foi de R$16,2 milhões ano passado.