Foto: Valquir Aureliano/Tribuna

Volante não acertou a prorrogação de seu contrato com a Adap até 2008 e está fora do Paraná.

O volante Batista está fora do Paraná Clube. Diante de um impasse contratual junto à Adap – agora, Galo-Adap -, o jogador não finalizou a renovação com o Tricolor e já deixou a Vila Capanema. Com ele, já são nove ?desfalques? em relação ao time que carimbou passaporte para a Libertadores. Flávio e Beto são os únicos remanescentes da equipe que fez a melhor campanha do clube em um Brasileiro, sendo que apenas o goleiro estará em campo amanhã, na largada do Paranaense-2007.

A diretoria do clube chegou a anunciar na última terça-feira o acerto com Batista. O volante, curiosamente, se esquivava de entrevistas e alegava que ainda havia um ?problema? a ser resolvido com o clube que detém seus direitos federativos. Nesse novo empréstimo, até dezembro deste ano, Batista teria direito a 30% de qualquer negociação futura (o Paraná ficaria com igual percentual e a Adap com 40%). Porém, o jogador não concordou com a cláusula que determinava a prorrogação de seu contrato com a Adap até dezembro de 2008.

Como Batista se manteve irredutível, de nada adiantou o acerto prévio nas questões salariais.

O presidente do Galo-Adap, Adilson Batista do Prado, mandou o atleta se apresentar em Maringá. Nos bastidores, comenta-se que o caminho do volante poderia ser a Justiça, tentando o fim do vínculo com a equipe de Campo Mourão, mas Batista não confirmou essa situação.

Já o Paraná Clube decidiu -pelo menos no momento -não partir em busca de um substituto para a posição.

?Temos muitos volantes no grupo. Além disso, precisamos dar espaço para os garotos que virão dos juniores?, comentou o vice de futebol José Domingos. ?Mas, caso surja algum nome interessante, com valores compatíveis com a nossa realidade financeira, estamos abertos à negociação?, ponderou.

O vice também espera para o início da próxima semana a definição em relação a outras duas transações em andamento. A pretensão é reforçar o quanto antes o setor de criação, hoje restrito a Gérson.

O ex-coxa Renan não deu resposta até ontem, como esperava a diretoria tricolor. ?Agora, estamos voltados para a largada do estadual. Esse assunto fica para segunda-feira?, disse Domingos. O dirigente disse ainda que outro meia está praticamente contratado. ?Faltam alguns detalhes relativos à sua rescisão com o clube de origem?, finalizou o vice paranista. Sabe-se, apenas, que o atleta desejado vem do mercado paulista e tem o mesmo perfil de outros jogadores contratados pelo clube, um atleta jovem e em busca de projeção.

Em busca de afirmação

Uma das principais apostas do Paraná Clube, Felipe Alves inicia o ano em busca de afirmação. Contratado no ano passado, o meia (e volante) não conseguiu se firmar como titular ao longo do Brasileirão. Mesmo assim, acredita que a temporada foi positiva. ?Fui vice do Paranaense pela Adap e, aqui, conseguimos a melhor campanha da história do clube?, frisou Felipe. ?É claro que agora, o objetivo é ser titular.?

Após o último estadual, o Paraná trouxe três jogadores da Adap. Só Felipe Alves foi comprado pelo Grupo de Investimentos. Angelo e Batista vieram por empréstimo e já não estão mais na Vila Capanema. ?Não vejo a hora dessa competição começar.

A Libertadores é a mais esperada, mas o Paranaense não pode ser esquecido?, comentou o meia. Para sair da reserva e mostrar seu futebol para o técnico Zetti, Felipe Alves se cuidou muito durante as férias.

?Segui à risca as orientações. Treinei para sair na frente e, agora, é ganhar ritmo de jogo.? Por isso, Felipe Alves está escalado já para esta primeira rodada do estadual. Bem condicionado, foi confirmado por Zetti, que priorizou as avaliações físicas na hora de escolher a equipe para este jogo frente ao Iraty. Felipe Alves, no novo esquema de jogo, atuará na armação. ?É nessa função que eu gosto de jogar. É apenas o primeiro jogo, mas espero ter uma boa seqüência.?

O meia será, a rigor, o único articulador frente ao Iraty.

O técnico Zetti confirmou o meio-de-campo com os volantes Xaves e Goiano e o atacante Henrique, adaptado para ser o elo entre o setor criativo e o ataque. O time paranista entra em campo, amanhã, às 16h, na Vila Capanema, com Flávio; Alex, João Paulo, João Vítor e Egídio; Xaves, Goiano, Felipe Alves e Henrique; Jeff e Lima.