O Bayern de Munique estreou com vitória por 2 a 1 sobre o Valencia, na primeira rodada do grupo F da Liga dos Campeões, realizada nesta quarta-feira na Allianz Arena, em Munique na Alemanha.

O resultado poderia ter sido bem mais elástico para a equipe alemã se não fosse a grande atuação do goleiro brasileiro Diego Alves. O ex-jogador do Atlético Mineiro fez, pelo menos, uma grande defesa em cada tempo e nos acréscimos da etapa final ainda pegou pênalti de Mandzukic.

Os gols do Bayern de Munqie foram marcados por Schweinsteiger na primeira etapa e Kroos no segundo tempo. No finzinho da etapa final, Haedo Valdez descontou para a equipe espanhola.

O atual vice-campeão da Europa apresentou duas novidades na escalação: o volante espanhol Javi Martínez e o atacante Claudio Pizarro, que ganharam as vagas de Luiz Gustavo e Mario Mandzukic, respectivamente.

Desde os primeiros minutos, os alemães tomaram conta da partida. Aos 19 da etapa inicial, Diego Alves apareceu bem, ao fazer ótima defesa em finalização de Toni Kroos, na primeira boa chegada do Bayern de Munique ao ataque.

O gol, entretanto, só saiu aos 38 minutos do primeiro tempo. Após boa jogada de Ribéry, Robben serviu Schweinsteiger, que bateu cruzado para abrir o placar para a equipe de Munique. Ao Valencia, só restou comemorar a magra desvantagem depois de 45 minutos sem um chute ao gol.

Aos 8 minutos segundo tempo, os jogadores do Bayern reclamaram muito de pênalti em cima de Toni Kroos. O árbitro turco Firat Aydinus, ignorou os pedidos de falta e mandou o jogo seguir. Cinco minutos depois, Diego Alves voltou a fazer grande defesa, em finalização do próprio Kroos.

O meia alemão, contudo, insistiu em vencer o goleiro brasileiro e ampliou o marcador aos 31 minutos da segunda etapa. Depois de receber livre na entrada da área, Kroos acertou belo chute, no canto direito do gol do goleiro da seleção brasileira.

Mesmo tímido no ataque, o Valencia conseguiu reagir no fim da partida. Aos 45 minutos, Viera e o paraguaio Haedo Valdez apareceu no meio da zaga alemã para marcar o gol de honra da equipe espanhola.

Dois minutos depois, o Bayern voltou ao ataque e Rami derrubou Robben dentro da área. O francês recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Na cobrança de Mandzukic, brilhou mais uma vez a estrela de Diego Alves, que pegou a cobrança do croata, mantendo o placar de 2 a 1.

Na outra partida do grupo F, o BATE Borisov não tomou conhecimento do Lille, e mesmo jogando como visitante garantiu vitória por 3 a 1, que valeu a liderança provisória do Grupo F, pelo critério do saldo de gols.

O time bielorrusso surpreendeu os donos da casa logo no começo da partida e abriu o placar com o meia Aleksandr Volodko, aos 8 minutos da primeira etapa, depois de jogada criada pelo lateral-direito Maksim Bordachev.

Aos 20 minutos de jogo, o BATE Borisov confirmou a posição de visitante indesejado e ampliou com o atacante Vitali Rodionov, que recebeu passe de Aleksandr Pavlov, para marcar o segundo da equipe bielorussa.

Faltando dois minutos para o fim do primeiro tempo, o meia Edgar Olekhnovich marcou o terceiro do BATE após passe de Volodko.

Com o estrago praticamente sacramentado, o Lille só conseguiu descontar aos 15 minutos da etapa complementar, com o zagueiro marfinense Aurélien Chedjou, após cobrança de escanteio de Payet.