O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, confirmou nesta sexta-feira que convidou Bebeto para ser o coordenador das categorias de base da seleção brasileira “Já conversei com ele e é quase certeza que ele vai fazer essa função”, disse Marin.

O dirigente fez questão de avisar que o campeão do mundo com a seleção brasileira em 1994 não fará a função de técnico. Para este trabalho, o presidente da CBF ainda estuda nomes. “O perfil que quero é de ex-jogador”, avisou.

O fracasso da seleção Sub-20 no Sul-Americano, na Argentina (o time caiu na primeira fase e o técnico Emerson Ávila acabou demitido), foi fundamental para que Marin resolvesse agir e, assim, tentar fazer uma “revolução” nas categorias de base. Ele quer renovação e melhorias, e acredita que a presença de Bebeto possa ser fundamental neste árduo trabalho.

Marin conhece bem o trabalho de Bebeto, já que os dois integram o Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014, e eles têm se encontrado bastante ultimamente. O presidente da CBF esteve no Pacaembu nesta sexta-feira, para acompanhar a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior – o Santos venceu o Goiás por 3 a 1.