São Paulo – A maior atuação do beisebol brasileiro assustou os cubanos na noite de quarta-feira, no Estádio Latinoamericano, em Havana, pelas quartas-de-final do Campeonato Mundial. O Brasil passou a frente no marcador, no início do 9.º e último inning – 3 a 2 – com um “home run” de Reinaldo Sato. Mas o ruidoso público de 55 mil pessoas respirou aliviado quando Morales revidou com um quadrangular duplo (home run de dois pontos), na última tentativa que Cuba teria para reagir, fechando o jogo em 4 a 3 para a favorita seleção cubana.

O jogador mais elogiado da seleção brasileira foi o pitcher Kleber Ojima, de Mogi das Cruzes, que atualmente defende o Mitsubishi, do Japão. Graças a ele, a defesa do Brasil não cometeu um só erro durante toda a partida, diante do forte ataque do time cubano.