Yanina Wickmayer foi o principal destaque desta quarta-feira de confrontos do Torneio de Tóquio. A tenista belga, atual 86ª colocada do ranking mundial, se garantiu nas quartas de final da competição ao vencer a sueca Johanna Larsson, quinta cabeça de chave, por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3.

Com um triunfo obtido em 1h39min, Wickmayer se credenciou para enfrentar na próxima fase a vencedora da partida entre a ucraniana Kateryna Bondarenko e a australiana Jarmila Gajdosova, programada para acontecer nesta quinta-feira. Bondarenko, por sua vez, foi responsável na última terça pela eliminação da espanhola Carla Suárez Navarro, a cabeça de chave número 1 da competição.

Neste duelo inédito diante de Larsson no circuito profissional da WTA, a tenista da Bélgica aproveitou quatro de nove chances de quebrar o saque da sueca, que só conseguiu converter dois de sete break points. Desta forma, ela seguiu em frente no torneio realizado em quadra dura que distribui US$ 226.750 em prêmios.

O dia de disputas também foi decepcionante para a torcida japonesa, pois as três tenistas da casa que entraram em quadra acabaram sendo eliminadas, embora todas elas tenham sido batidas por cabeças de chave. Terceira pré-classificada, a norte-americana Madison Brengle arrasou Nao Hibino por 6/1 e 6/2 e também avançou às quartas de final.

A próxima rival da tenista dos Estados Unidos será a croata Ajla Tomljanovic, sétima cabeça de chave, que nesta quarta bateu a veterana japonesa Kimiko Date Krumm, de 44 anos, por 7/6 (7/5) e 6/3. Outra norte-americana garantida nas quartas é Christina McHale, que passou pela nipônica Risa Ozaki por 6/1 e 7/5.