Depois de ver a seleção brasileira masculina de vôlei perder por 3 sets a 2 para a Polônia, na última quarta-feira, no amistoso em que poderia ter alcançado a sua 300.ª vitória sob o comando da seleção, o técnico Bernardinho poderá atingir a marca nesta sexta, diante da República Checa, em um confronto que será emblemático para Bruno, seu filho e levantador titular do Brasil.

O jogador completará 100 partidas pela seleção diante dos checos no duelo que começará às 12h30 (horário de Brasília) e será válido pela abertura do torneio amistoso Hubert Jerzy Wagner, na cidade polonesa de Bydgoszcz. Ao ser lembrado que estar prestes de completar a marca centenária, Bruno mostrou surpresa, mas vislumbrou vida longa na seleção brasileira.

“Cem jogos, com 24 anos? Muitas coisas aconteceram na minha vida desde que comecei a jogar como titular na seleção brasileira. Fico muito feliz, e espero que seja a primeira marca centenária de muitas ainda”, afirmou Bruno, em entrevista publicada pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

O primeiro jogo de Bruno pela seleção principal ocorreu há exatos quatro anos, no dia 19 de agosto de 2006, quando o Brasil derrotou Portugal por 3 sets a 1, em Fortaleza, pela Liga Mundial daquele ano. Agora, em sua partida número 100, o levantador tentará ajudar o time dirigido pelo seu pai a dar mais um passo importante em sua preparação para o Campeonato Mundial, que será disputado de 25 de setembro a 10 de outubro, na Itália.

Depois de encarar a República Checa, a seleção irá enfrentar a Bulgária no sábado e a Polônia, dona da casa, no domingo. “É importante para a nossa equipe estar sempre jogando. Não tivemos tempo de disputar amistosos antes da Liga Mundial, e as dificuldades são diferentes. Estas partidas servem para ver como está o nosso ritmo de jogo”, ressaltou Bruno.