Quatro dias após anunciar a convocação da seleção para a Liga Mundial e não incluir o levantador Ricardinho na lista, o treinador Bernardinho se pronunciou nesta quinta-feira a respeito da ausência do jogador. Ele afirmou que o atleta, afastado da equipe desde 2007, preferiu não se reintegrar ao grupo neste momento.

“Ele (Ricardinho) me disse que ainda não é o momento de retornar à seleção. O Ricardo está voltando ao Brasil e, depois de tanto tempo jogando fora do País, quer ter tranquilidade para se reestruturar. O fato determinante dessa não inclusão dele na relação da Liga Mundial foi essa questão pessoal. O mais importante é que as portas estão abertas e o nosso papo foi positivo”, explicou Bernardinho.

Antes do início dos Jogos Pan-Americanos do Rio, em 2007, Ricardinho foi excluído da delegação e cortou relações com a comissão técnica e os jogadores que faziam parte daquele grupo. Mas houve uma reaproximação neste ano. Assim, seu nome foi incluído na pré-lista de 22 jogadores da Liga Mundial, e havia uma expectativa de que ele finalmente retornasse para a seleção.

Sem Ricardinho, o Brasil já iniciou, em Saquarema, litoral do Rio, os treinamentos para a Liga Mundial, que começará no início de junho. Cinco atletas participaram das atividades conduzidas por Bernardinho. O restante do grupo de 19 jogadores se apresentará nos próximos dias.

A estreia do Brasil será contra a Bulgária, no dia 4 de junho, no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia, interior de Minas Gerais. Na primeira fase desta competição, a seleção ainda enfrentará a Holanda e Coreia do Sul.

Outro compromisso importante para a seleção neste ano será o Mundial da Itália, em setembro. O Brasil buscará o tricampeonato da competição.