Depois da campanha perfeita no Grupo B, com cinco vitórias em cinco jogos, a seleção brasileira masculina de vôlei estreia nesta quarta-feira na segunda fase do Mundial da Polônia. Fazendo parte de uma nova chave, o Brasil jogará contra a Bulgária, a partir das 11h40 (horário de Brasília), novamente na cidade de Katowice, onde está desde o começo da competição. E, segundo o técnico Bernardinho, a força física é a principal arma dos búlgaros.

“A Bulgária tem um time muito forte fisicamente e é uma estreia na segunda fase complicada. Por isso, esse se torna um resultado importante. É um segundo passo bem difícil e o primeiro degrau é a Bulgária”, disse Bernardinho, lembrando que o Brasil ainda enfrentará China, Canadá e Rússia para buscar uma vaga na próxima etapa do Mundial.

“É um time alto, fisicamente muito forte e que joga bem com bola rápida e lenta. É um adversário complicado, mas nos preparamos muito bem. Sabemos que eles nem sempre jogam com bola tão rápida e isso pode facilitar um pouco a vida dos bloqueadores”, comentou o central Lucão, que tem sido um dos destaques do Brasil no Mundial.

Na primeira fase, o Brasil ganhou de Alemanha, Finlândia, Cuba, Coreia do Sul e Tunísia. Como alemães, finlandeses e cubanos também avançaram, para formar um novo grupo, a seleção brasileira carrega os resultados positivos que teve contra esses adversários. E, numa chave com oito integrantes, jogará quatro vezes – diante de Bulgária, China, Canadá e Rússia -, em busca de uma das três vagas disponíveis.

No outro grupo desta segunda fase do Mundial estão Polônia, França, Sérvia, Irã, Estados Unidos, Argentina, Itália e Austrália, que também farão quatro rodadas cada para definir mais três classificados. Aí, na sequência serão formadas duas novas chaves, com três integrantes cada, para apontar os quatro semifinalistas da competição.

Para o Brasil, o campeonato na Polônia é a chance de conquistar o tetracampeonato mundial, repetindo os títulos que ganhou nas três edições anteriores. E, depois da boa performance na primeira fase, a seleção de Bernardinho entra embalada para pegar a Bulgária.