Em dia de testes, a seleção brasileira masculina de vôlei derrotou a Alemanha por 3 sets a 1, com parciais de 33/31, 26/24, 22/25 e 25/23, neste domingo, em amistoso disputado no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro.

Preocupado com o Campeonato Sul-Americano, a partir do dia 19 de setembro, Bernardinho aproveitou a partida para fazer testes na equipe titular. O técnico sacou Bruninho, Theo, Sidão e Lucão e manteve os veteranos para escalar o time com Marlon, Vissotto, Rodrigão, Gustavo, Murilo, Dante e Serginho.

Bernardinho ficou satisfeito com os testes, mas lamentou os erros na defesa. “Defendemos um pouco abaixo do que estamos acostumados e não convertemos os contra-ataques criados por nós. Mas foi um bom teste no sentido de avaliar efetivamente em que nível está a equipe”, analisou.

Titular neste domingo, o levantador Marlon reconheceu as falhas na defesa. “Temos alguns pontos importantes onde precisamos melhorar, como o sistema de bloqueio e defesa, principalmente os bloqueios nas bolas altas, onde não há tanta velocidade”, declarou. No sábado, Marlon havia sido reserva no amistoso com o Japão, vencido por 3 sets a 0.

“Foi bom, pois foi uma ótima chance de ganharmos ritmo de jogo. Acredito que tenha sido importante para o Bernardo achar a melhor formação da equipe para o Sul-Americano, já que o nível é muito parecido entre os jogadores de todas as posições”, comentou o oposto Leandro Vissotto, um dos maiores pontuadores do Brasil, com 12 acertos.

Depois destes amistosos, a seleção treinará até quarta-feira, quando os atletas ganharão folga. Na segunda-feira seguinte, dia 5, a delegação se reapresenta no Rio de Janeiro para o início dos treinos visando o Sul-Americano, que será disputado em Cuiabá.