O técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Bernardinho, encerrou o período de testes na equipe e daqui em diante promete pensar apenas na classificação para a fase final da Liga Mundial. Ele ainda não encontrou o time ideal, mas deve fazer poucas alterações nas próximas partidas. “Não dá para testar muito, agora temos que buscar os resultados, e não podemos nem pensar em perder pontos para Porto Rico”, disse o treinador.

O Brasil lidera o Grupo A, com 15 pontos, contra 12 dos Estados Unidos, nove da Polônia e nenhum de Porto Rico. Os dois melhores da chave garantem vaga nas finais, mas os poloneses já estão assegurados por serem o país-sede da decisão.

No segundo turno da fase de classificação do torneio, que começa neste fim de semana, a seleção brasileira pega Porto Rico em casa e os outros dois adversários fora. Serão dois confrontos contra cada rival. “Contra os Estados Unidos todos sabem que será muito complicado e depois tem uma viagem longa até a Polônia e vamos entrar em quadra dois dias depois de chegar lá. Teremos que superar isso”, afirmou Bernardinho.

SEM DESCANSO – É consenso no grupo brasileiro o discurso de que a Liga Mundial é um torneio desgastante. “É um ritmo bem intenso, a gente não descansa entre as partidas. Mas o que buscamos é chegar bem na fase final”, ressaltou Rodrigão.

Já Giba lembra que o tempo de preparação é bem curto. “A Superliga termina tarde, depois temos só duas semanas de treinos e já começa a Liga Mundial”.