Beto Richa não vai mexer nos planos do governo do Paraná para a Copa do Mundo de 2014. Para o governador eleito, os projetos e a organização do Mundial de futebol são assuntos da Prefeitura de Curitiba. A capital é uma das 12 cidades do Brasil escolhidas para receber os jogos.

Com Richa como prefeito, a cidade preparou os projetos apresentados durante o processo de candidatura a sede da Copa. Agora, ele promete apoio do governo do Estado, mas diz que a responsabilidade maior é do município. “Vamos contribuir no que for possível. Agora, honestamente, a prefeitura é a principal responsável pela boa realização da Copa do Mundo”, avalia.

Para o novo governador, o papel do Estado é mais relacionado ao apoio político do que a projetos ou planos para a Copa. “Eu sei, porque todos os projetos que foram aprovados são da prefeitura. O Estado não fez nada de projetos. É importante o peso político, a influência, dizer que está à disposição. Agora, a parte principal é da prefeitura”, ressalta.

Durante a campanha, Richa já havia se manifestado a favor do acordo firmado entre governo, prefeitura e o Atlético, para que a Arena da Baixada possa receber os jogos da Copa. Agora, ele promete trabalhar para incluir o interior do estado no mapa do mundial. “Vamos tentar. Quem sabe conseguimos levar uma seleção para o interior. Tem a questão do turismo… Vamos fazer o que for possível”.

Jogos Olímpicos

Já as Olimpíadas de 2016 estão totalmente fora dos planos do novo governador. “Não sei se o Paraná pode ter alguma participação. Os Jogos serão no Rio de Janeiro. Não vejo como nosso Estado irá tirar algum proveito disso”, afirma.