Domingo, Pedro Bianchini venceu duas vezes. E na Alemanha. Ele foi para a Europa para disputar seu primeiro campeonato de kart fora do Brasil. Com apenas 13 anos, o piloto paranaense seguiu viagem no início de julho, sabendo das dificuldades que iria enfrentar na terra de Michael

Schumacher, mas esperava, como todo piloto, conseguir mostrar porque é considerado um talento nas pistas brasileiras, registrando talvez uma 6.ª, 7.ª colocação, o que estaria de bom tamanho para um estreante num circuito europeu. No entanto, não foi isso o que aconteceu.

Pedro fez mais, muito mais. Domingo, o paranaense venceu as duas provas do Campeonato Alemão de Kart, garantindo, para a bandeira brasileira, o lugar mais alto do pódio. Na primeira prova, no qual havia largado em quinto, ganhou posições volta a volta, e ao fim, com 25 pilotos brigando pela vitória, ele cruzou a linha de chegada na ponta.

E na segunda corrida também não foi diferente. Mais uma vez o paranaense venceu, garantindo apenas vitória brasileira na etapa do Alemão de Kart. Assim, como ele já havia feito na semana passada, quando registrou o recorde da pista no circuito de Kerpen, aquele no qual Schumacher começou a disputar corridas de kart, quando era ainda um jovem piloto, Pedro volta agora para casa com mais troféus e missão cumprida. Mesmo que não fosse essa a sua missão quando embarcou para a Europa. "Nossa, estou muito feliz. Fui para aprender, ver como as coisas acontecem por lá, conhecer o kart na Europa. E voltei com vitórias, com o recorde da pista. Só posso dizer que foi além do que eu esperava, muito além mesmo. Claro que, quando eu entrava na pista, eu acelerava pra ganhar, mas a meta era aprender, aprender muito. Deixei meu nome registrado na Alemanha. Estou muito motivado, muito feliz mesmo", diz Pedro, que já se prepara para voltar ao Paulista de Kart, que tem sua próxima etapa marcada para o dia 20 de agosto.