A boa fase de jogadores do setor ofensivo da Ucrânia preocupa a França para o jogo de ida da repescagem das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2014, nesta sexta-feira. O técnico Didier Deschamps apontou o meia-atacante Andriy Yarmolenko e o atacante Yevhen Konopolyanka como jogadores que podem causar problemas para a sua defesa na partida em Kiev.

Yarmolenko marcou oito gols pelo Dynamo de Kiev nesta temporada e fez 13 nas 36 partidas que disputou pela Ucrânia. Já Konopolyanka não passou em branco nos últimos quatro jogos do Dnipro Dnipropetrovsk.

“Na frente, eles têm dois jogadores que se destacam: Yarmolenko e Konopolyanka. Eles podem fazer a diferença com a bola nos pés, eles passam pelos marcadores e são rápidos”, disse Deschamps. “Yarmolenko gosta de ter a bola nos pés. Ele é canhoto, mas gosta de cortar pela direita. Mas ele também é muito bom quando ultrapassa e cruza”.

Deschamps não sabe quem o treinador da Ucrânia, Mykhailo Fomenko, vai escolher para o comando do ataque: Roman Zozulya, de mais mobilidade, ou Marko Devic, de mais presença na grande área.

Devic tem 13 gols em 15 jogos pelo Metalist Kharkiv, enquanto Zozulya tem cinco em 13 pelo Dnipro nesta temporada. No entanto, eles ainda não conseguiram substituir à altura Andriy Shevchenko, que se aposentou após a Eurocopa do ano passado.

“Na frente, depende de quem eles escolherem. Em geral, é Zozulya quem joga, que é

diferente de Devic, um jogador maior e mais de área, enquanto que Zozulya participa mais do jogo”, disse Deschamps.