De volta ao time, após ter cumprido suspensão na última rodada – foi substituído por Dankler -, o zagueiro Bolívar prevê um jogo “muito complicado” para o Botafogo no domingo, diante do Coritiba, na capital paranaense. Ele lembrou que o adversário está lutando contra o rebaixamento no Brasileirão e pode atrapalhar os planos botafoguenses de chegar ao G4.

“É um jogo muito complicado, pela situação que o Coritiba vive, querendo escapar da zona de rebaixamento. Sabemos o quanto é difícil. O respeito é muito grande, mas é o nosso jogo, que pode garantir a classificação. Temos que estar bem concentrados para conseguir a vitória”, afirmou Bolívar, que tem 33 anos e é um dos líderes do elenco botafoguense.

Faltando apenas duas rodadas para o final do campeonato, o Botafogo depende apenas das suas forças para terminar dentro do G4, o que lhe daria vaga na Libertadores do ano que vem. Apesar de estar hoje em quinto lugar, conta com o confronto direto de domingo entre Grêmio e Goiás, terceiro e quarto colocados respectivamente, para ultrapassar um deles.

Após a suspensão, Bolívar disse estar pronto para voltar ao time – “Esse descanso foi bom para retomar a parte física, pela minha sequência de jogos”, contou – e também avaliou que o Botafogo merece terminar a temporada com a vaga na Libertadores.

“O ano começou muito bem com a conquista do Campeonato Carioca, muito brilhante pela equipe que foi montada e pelas perdas na competição. No Campeonato Brasileiro, desde a quinta rodada nos mantivemos no G4, exceto nas últimas duas rodadas. Estamos em um momento decisivo e dependemos da nossas forças para fechar o ano com chave de ouro”, afirmou o zagueiro.