O presidente Jair Bolsonaro teve acesso ao gramado e cumprimentou o público e jogadores no Maracanã, na final entre Brasil e Peru, no último domingo. Bolsonaro ainda contou com a companhia do ministro da Justiça, Sérgio Moro, em sua participação na decisão da Copa América. A última aparição representou mais um momento de aproximação recente entre o presidente brasileiro e o futebol.

Relembre abaixo alguns desses momentos:

Mineirão

O político já havia entrado no campo do Mineirão e balançado uma bandeira do Brasil durante o intervalo do clássico contra a Argentina, na semifinal, quando também percorreu uma espécie de volta olímpica no gramado, entre uma mistura de aplausos e vaias.

O fato incomodou a Associação Argentina de Futebol (AFA), que, em nota oficial, reclamou que manifestações políticas são vedadas pelos regulamentos da Conmebol e da Fifa.

Bolsonaro balança bandeira do Brasil no Mineirão. Foto: Carolina Antunes/Palácio da República.
Bolsonaro balança bandeira do Brasil no Mineirão. Foto: Carolina Antunes/Palácio da República.

Neymar

Bolsonaro costuma ter boa popularidade entre os jogadores, estreitando cada vez mais, por exemplo, ligação com o atacante Neymar, de fora da Copa América por contusão. Em maio, após ser acusado de estupro por Najila Trindade, o jogador recebeu apoio público de Bolsonaro.

Em seguida, em junho, o presidente foi ao hospital onde Neymar fazia exames após sofrer lesão em amistoso contra o Catar, no Mané Garrincha, em Brasília. Posou para fotos com o atleta e reforçou a defesa a Neymar. No Mineirão novamente os dois se encontraram.

Bolsonaro e Neymar. Foto: Carolina Antunes/PR.
Bolsonaro e Neymar. Foto: Carolina Antunes/PR.

Neymar pai

Antes, em abril, Bolsonaro se reuniu com o pai de Neymar em Brasília, em encontro também com o ministro da Fazenda, Paulo Guedes. A pauta do encontro foi a situação tributária das empresas que gerem a carreira do jogador do Paris Saint-Germain. Neymar pai celebrou a reunião em suas redes sociais.

Título do Palmeiras

Em dezembro do ano passado, o então recém-eleito Jair Bolsonaro entregou a taça de campeão nacional ao Palmeiras. Cercado por assessores e forte esquema de segurança, o político desceu ao gramado para participar da festa, tirando fotos com jogadores e distribuindo medalhas.

Bolsonaro havia sido convidado pelo presidente do Palmeiras, Mauricio Gagliotte. Antes do jogo, o presidente foi ao vestiário do time paulista e se encontrou com o técnico Felipão. Ele também postou foto ao lado de Leila Pereira, presidente da Crefisa e patrocinadora do clube.

Presidente também esteve na conquista do Palmeiras no ano passado. Foto: Lucas Figueiredo/CBF.
Presidente também esteve na conquista do Palmeiras no ano passado. Foto: Lucas Figueiredo/CBF.

Ronaldinho

Durante as eleições o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho mostrou apoio ao atual presidente, posando nas redes sociais com a camisa 17, o número usado por Bolsonaro na eleição. Na metade de junho, há cerca de 15 dias, os dois se encontraram e posaram para fotos juntos.

Ronaldinho ao lado do presidente. Foto: Reprodução.
Ronaldinho ao lado do presidente. Foto: Reprodução.

Camisas de clubes

Desde que se tornou presidente, Bolsonaro já apareceu em público com a camisa de diversos clubes de futebol. Além do já citado Palmeiras, o presidente já vestiu a camisa do Internacional, entre outros clubes, uma prática que ele já tinha antes de ser eleito. Ele também gravou um vídeo com a camisa do Operário. O que mais chamou atenção recentemente foi com a camisa do Flamengo no Maracanã, ao lado do ministro Sérgio Moro, que também teve o mesmo gesto.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!