O alerta veio de um amigo querido a Felipão. ?Com a Bola no pé os jogadores brasileiros são imbatíveis, mas eles precisam também saber jogar sem a bola no pé?, disse o técnico da China, Bora Milutinovic, recomendando que o Brasil tenha mais cuidado na marcação se quiser chegar à final da Copa. O amigo boa praça do treinador brasileiro segue a mesma cartilha de Felipão e acha que se o Brasil não melhorar nesse aspecto pode até ser surpreendido nas próximas partidas. ?No futebol de hoje, todos precisam marcar os adversários, até os atacantes?.

Para ele, das seleções que disputam a Copa, a Inglaterra é a que melhor consegue fazer isso. ?Há um equilíbrio entre defesa, meio-de-campo e ataque?, diz o treinador de cinco copas do mundo seguidas. Além do Brasil, outra seleção que Bora acredita precisar de um rendimento melhor nesse quesito é a Argentina.

A opinião de Bora, que pela primeira vez não consegue classificar a seleção que dirige para a segunda fase da Copa, é bastante respeitada por Scolari, que o considera uma das pessoas ?mais maravilhosas do mundo?. Além de elogiar Bora pelo bom humor e simpatia, Scolari também diz que ele não pode ser desprezado como treinador, apesar da fragilidade da seleção chinesa. ?Ele sempre classificou os seus times para a segunda fase da Copa e isso não é apenas sorte?.

Milutinovic atribuiu o fracasso da seleção chinesa à falta de experiência internacional de seus jogadores. ?Obviamente não estou contente com o resultado, mas isso faz parte do futebol. Os chineses precisam jogar no exterior para aprender um pouco mais, pois só jogando com os melhores é que se aprende?.