Depois de oito empates seguidos, o Botafogo voltou a se reencontrar com a vitória neste sábado, no Engenhão. Mesmo sem exibir um futebol vistoso, derrotou o Vitória por 1 a 0, segue firme na luta por uma vaga na Copa Libertadores e ainda sonha com o título do Brasileirão – ocupa, agora, a quinta colocação, com 48 pontos.

Já o Vitória, em crise, está ameaçado de rebaixamento. Está em 16.º lugar, com apenas 34 pontos. “Quem vencer vai ficar bem. Quem perder vai ficar numa situação preocupante”, disse o técnico Joel Santana, antes de a bola rolar. Assim que o jogo começou, a torcida alvinegra gritou em tom de apelo: “Vamos ganhar Fogo”, algo que o time não fazia havia nove partidas, com oito empates seguidos e uma derrota.

O Vitória foi levemente superior no primeiro tempo, mas pecou na finalização. Na chance mais clara até o intervalo, o zagueiro Wallace pegou rebote do goleiro Jéferson e, só com a baliza à sua frente, chutou para fora. Nem ele deve ter acreditado na chance incrível que desperdiçara.

Numa primeira etapa movimentada e com muita chuva, o Botafogo aproveitou um lance de bola parada para largar na frente. O lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro cobrou falta no ângulo do goleiro Viáfara, que se esticou todo, mas não evitou que a bola balançasse a rede. “Estava devendo um gol para a minha esposa e para o meu irmão”, brincou.

O Botafogo conseguiu administrar a vantagem no placar no segundo tempo. Em alguns momentos, passou sufoco por recuar demais. Mas o Vitória não soube aproveitar e concluiu mal as poucas oportunidades que criou.

Na próxima rodada, o Botafogo vai visitar o ameaçado Atlético Mineiro, na Arena do Jacaré, no sábado. O Vitória receberá o Vasco no mesmo dia.

Ficha Técnica:

Botafogo 1 x 0 Vitória

Botafogo – Jefferson; Leandro Guerreiro, Danny Morais e Márcio Rosário; Alessandro, Marcelo Mattos, Somália, Lúcio Flávio (Renato Cajá) e Marcelo Cordeiro (Edno); Jobson (Fahel) e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana.

Vitória – Viáfara; Nino Paraíba, Wallace, Anderson Martins e Rafael Cruz; Neto (Vanderson), Jonas Bida e Ramon (Henrique); Adailton e Júnior (Elkeson). Técnico: Antônio Lopes.

Gol – Marcelo Cordeiro, aos 44 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos – Somália (Botafogo); Bida, Adaílton, Nino Paraíba, Neto e Júnior (Vitória).

Árbitro – Márcio Chagas da Silva (RS).

Renda – R$ 224.360,00.

Público – 10.041 pagantes (13.000 no total).

Local – Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).