Em homenagem ao jornalista Armando Nogueira, que morreu na manhã desta segunda-feira, o Botafogo entrou em campo todo de preto, à noite, para garantir a vaga na semifinal da Taça Rio. A vitória por 4 a 1 sobre o Boavista, em São Januário, foi mais do que justa e assegurou a primeira colocação botafoguense no Grupo B, com 16 pontos.

O Botafogo, time pelo qual Armando Nogueira torcia, poderia ter marcado pelo menos mais quatro gols, tal a fragilidade do adversário. O Boavista briga por uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro e agora vai para a última rodada da fase classificatória da Taça Rio precisando vencer o Tigres fora de casa e ainda assim torcer por uma série de resultados.

Já o Botafogo, que joga quinta-feira contra o Santa Cruz, no Rio, pela Copa do Brasil, volta a campo pelo Campeonato Carioca somente no domingo, para enfrentar o Bangu com um time completamente desfigurado. O técnico Joel Santana já adiantou que vai poupar vários jogadores, além de não contar com o lateral Somália e o atacante Herrera, que receberam o terceiro cartão amarelo.

Loco Abreu foi o destaque do jogo desta segunda-feira, ao fazer três gols. O primeiro saiu após desatenção da zaga do Boavista, em jogada que começou com Somália logo aos oito minutos. O atacante uruguaio também participou do segundo do Botafogo, o mais bonito da partida, de autoria do lateral Marcelo Cordeiro, que, aos nove do segundo tempo, encobriu o goleiro Vinicius com um leve toque.

Loco Abreu fez 3 a 0 aos 34 minutos, após cruzamento de Leandro Guerreiro. E depois, já aos 44, ele não desperdiçou cobrança de pênalti para ampliar para o Botafogo. Aos 47, porém, Tony descontou para o Boavista, o que não estragou a festa botafoguense em São Januário, em noite de homenagens a Armando Nogueira.

FICHA TÉCNICA:

Boavista 1 x 4 Botafogo

Boavista – Vinicius; Ruy, Bruno Costa, Santiago e Paulo Rodrigues; Roberto Lopes, Mancuso (Thiaguinho), Julio Cesar e Léo Faria; Marlon (Rafael Oliveira) e Tony. Técnico – Jorge Porto.

Botafogo – Jefferson; Antonio Carlos, Fahel e Danny Morais; Somália (Alessandro), Leandro Guerreiro, Sandro Silva (Caio), Lúcio Flávio e Marcelo Cordeiro; Herrera (Edno) e Loco Abreu. Técnico – Joel Santana.

Gols – Loco Abreu, aos 8 minutos do primeiro tempo; Marcelo Cordeiro, aos 9, e Loco Abreu, aos 34 e aos 44 (pênalti), e Tony, aos 47 minutos do segundo tempo.

Árbitro – João Batista de Arruda.

Cartão amarelo – Somália, Roberto Lopes, Mancuso e Herrera.

Renda e púbico – Não disponíveis.

Local – Estádio São Januário, no Rio.