Botafogo e Atlético-MG já se enfrentaram três vezes nesta temporada: uma no Brasileirão, duas na Copa Sul-Americana. Em todas a vitória foi dos cariocas, que querem repetir o resultado neste domingo, em Sete Lagoas (MG), e continuar vivos na briga por uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem. O meia Felipe Menezes lembra, porém, que o momento – que não é bom para o Botafogo – pesa mais que o histórico.

“Eu creio que conta muito mais o momento que o histórico. Temos que entender que, se eles vencerem, permanecem na Série A e nós, se vencermos, nos mantemos na briga pela Libertadores. O momento não é bom mas temos que acreditar e brigar pela vitória”, comentou o jogador

O Botafogo vem de uma sequência de cinco derrotas, o que fez o time carioca despencar para a quinta colocação no Brasileiro. Já o Atlético-MG está em ampla recuperação na competição, apesar da derrota para o Corinthians na última rodada. Nos sete jogos anteriores que fez, a equipe mineira ganhou cinco.

Autor do gol de honra do Botafogo na derrota para o Inter, no domingo passado, Felipe Menezes vai seguir no time alvinegro e quer aproveitar a chance como titular para mostrar serviço e tentar ajudar o clube a atingir sua meta. “É importante aproveitar essa oportunidade. Estava esperando as chances voltarem a aparecer. Precisamos vencer esse jogo para manter a chama da vaga para a Libertadores acesa. Temos que acreditar sempre”, disse ele.