Depois de três tropeços seguidos – empate com Portuguesa e derrotas para Inter e Goiás -, o Botafogo goleou o então vice-líder Atlético-PR por 4 a 0, no último sábado, no Maracanã. Segundo o volante Marcelo Mattos, um dos jogadores mais experientes do elenco botafoguense, a grande vitória sobre um concorrente direto fez o time retomar a confiança.

“Tivemos alguns erros, poderíamos estar próximos do Cruzeiro (campeão antecipado do Brasileirão) e da vaga na Libertadores”, admitiu Marcelo Mattos. Mas agora, depois da vitória de sábado passado, ele acredita que o astral do grupo melhorou e que o Botafogo renovou a esperança de se classificar para a próxima edição da competição continental.

“O importante foi ter retomado as vitórias, nosso objetivo e nosso caminho. Ficamos fora do G4. É culpa nossa. Mas o importante foi retomar a confiança das vitórias. Agora, temos um jogo difícil, contra o São Paulo, que pode nos recolocar no G4”, disse Marcelo Mattos, citando o compromisso de domingo, no Morumbi, pela 36ª rodada do campeonato.

Agora, faltando apenas três rodadas para o final do Brasileirão, o Botafogo está em quinto lugar, um ponto atrás do quarto colocado Atlético-PR (58 a 57). Por isso, pode voltar ao G4 no domingo, se vencer o São Paulo (provavelmente com o time reserva, pois está disputando a semifinal da Sul-Americana) e o rival paranaense tropeçar diante do Náutico.

Para o jogo contra o São Paulo, Marcelo Mattos ainda não sabe se será o titular, porque o técnico Oswaldo de Oliveira tem três candidatos para escolher os dois volantes. “Há como opções eu, Gabriel e Renato, depende do jogo, do que o treinador quiser. Mas o mais importante é colocar o Botafogo na Libertadores, não tem nenhuma vaidade aqui dentro”, avisou.