Em meio a uma crise financeira sem precedentes, o Botafogo enfrenta o líder Cruzeiro neste sábado, às 18h30, no Maracanã, pela 13ª rodada do Brasileirão. O time carioca deve contar com força máxima. Após cumprir suspensão no último jogo, o lateral-esquerdo Junior Cesar está de volta. E no ataque, a novidade será a presença do atacante Rogério, que estreia na competição, ao lado de Emerson.

O que poderá afetar o rendimento do time é a semana tumultuada pelo qual passaram os jogadores. A diretoria do Botafogo não gostou do protesto realizado pelo grupo no clássico com o Flamengo, domingo passado – quando eles entraram em campo com uma faixa expondo os atrasos nos pagamento – e cobrou os atletas. Nos últimos dias, porém, torcedores levaram aos treinos faixas de apoio ao elenco e de protesto contra a diretoria botafoguense.

Mas, apesar da turbulência no clube, o técnico Vagner Mancini promete foco no futebol. E mostra motivação com o reforço de Rogério. “É um atleta de força, velocidade e que ajuda a recompor a marcação. Pode dar uma assistência ao Emerson e não sobrecarregá-lo no jogo”, destacou.

No último treino antes da partida, realizado na manhã de sexta-feira, Emerson foi poupado e não apareceu para a atividade recreativa com os companheiros, mas tem a escalação garantida. Já o meia Carlos Alberto, que vinha sendo preservado, treinou normalmente e também estará em campo.

Com 12 pontos no Brasileirão, o Botafogo precisa vencer a partida para não correr o risco de ser alcançado pelas equipes que estão na zona de rebaixamento. “Vamos ter que fazer o jogo da vida. Dificilmente vamos ver o Cruzeiro jogando abaixo dos últimos jogos”, avaliou Mancini.