A tenista canadense Eugenie Bouchard seguiu neste domingo o aconselhamento médico e desistiu da chave de simples do US Open. Com isso, a italiana Roberta Vinci carimbou sua vaga nas quartas de final da competição e espera pela vencedora do duelo entre a russa Ekaterina Makarova e a francesa Kristina Mladenovic. A desistência da canadense acontece depois de sua saída dos jogos das duplas femininas e mistas do US Open.

Desde sexta-feira, a canadense de 21 anos estava em observação por conta de um acidente sofrido no vestiário. De acordo com os organizadores do US Open, ela escorregou, bateu com a cabeça e decidiu seguir a orientação dos médicos de não entrar em quadra. Neste domingo, seu nome aparecia na programação e também na lista de aquecimento antes das partidas. Os sinais de que ela poderia anunciar a nova desistência foram dados depois de ter remarcado uma sessão que acabou sendo cancelada mais tarde.

Bouchard chegou ao complexo em Flushing Meadows andando devagar, com a cabeça coberta pelo capuz do agasalho e de óculos escuros. De acordo com seu agente, seria novamente avaliada pela equipe médica. Pouco depois, o comunicado de que não entraria em quadra “devido a uma concussão” foi feito pela organização do torneio.

A desistência da canadense foi a 17ª deste US Open, com 14 homens e três mulheres. O número é o mesmo do torneio de 2011. Agora as duas edições partilham o recorde de mais abandonos nas chaves de simples em Grand Slams na Era Aberta. O evento deste ano já quebrou a marca de desistências para uma única rodada de Grand Slam na Era Aberta, com 12 abandonos só na primeira fase.