O torcedor do Bragantino pode respirar mais aliviado nesta sexta-feira. Em partida válida pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, venceu o Atlético Goianiense por 2 a 0 e não só encerrou o seu jejum de vitórias como se distanciou da zona de rebaixamento. A partida aconteceu no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

Com o resultado, o Bragantino colocou fim na sua sequência de derrotas que já durava quatro rodadas. Nos últimos quatro jogos, o time de Bragança tinha sido derrotado por Paraná, Palmeiras, Avaí e Oeste. Agora, ocupa a 12.ª posição da tabela de classificação com 42 pontos.

Já o Atlético desperdiçou a chance que teve de sair da zona de rebaixamento. Na 17.ª posição, com 35 pontos, o time de Goiânia está a um ponto do ABC, primeiro clube fora da zona de degola. Foi a segunda derrota consecutiva da equipe, que na rodada passada havia perdido para o Ceará por 3 a 1, em Goiânia.

Com dois clubes que precisavam da vitória de todos os jeitos, era natural que Bragantino e Atlético buscassem o gol desde o apito inicial. E a sorte, aliada à competência, estava do lado do time da casa. Logo aos três minutos, após cobrança de escanteio no meio da área, Lincom enganou os marcadores e conseguiu ficar livre. O artilheiro subiu sozinho e cabeceou sem chances para o goleiro Márcio, abrindo o placar.

Atrás no placar, o Atlético resolveu se jogar à frente e pressionar o time da casa no campo de defesa. A tática deu certo e aos oito minutos Anselmo perdeu uma chance incrível. Régis cruzou para Jorginho, que chutou forte no travessão. Na sobra, Anselmo tentou de primeira, mas a bola foi para fora.

O jogo continuou a todo vapor e aos 36 minutos foi a vez do Bragantino acertar a trave do goleiro Márcio. Geandro subiu ao ataque e fez bela jogada pelo lado direito e tocou para Cesinha. O atacante puxou a bola para o pé esquerdo e soltou uma bomba que Márcio defendeu. A bola ainda bateu no poste esquerdo antes de sair.

Na volta para o segundo tempo, o Bragantino adotou uma tática mais conservadora, ficando atrás e apostando no contra-ataque. Com isso, o Atlético passou a agredir ofensivamente o time de Bragança Paulista, mas sem conseguir acertar o último passe.

A tática apostada por Marcelo Veiga acabou dando certo. Em um rápido contra-ataque, o Bragantino ampliou o placar. Aos 16 minutos, o time goiano teve uma cobrança de escanteio e foi com quase todos os jogadores para área. Assim que a defesa paulista afastou a bola, Magno Cruz lançou Cesinha, que com apenas três toques já estava na área do Atlético. O atacante chutou forte e a bola entrou no ângulo.

Com a vitória praticamente garantida, o Bragantino passou o restante do segundo tempo evitando que o Atlético chegasse dentro de sua área. Sem demonstrar forças de reação, o time do treinador Gilberto Oliveira pode diminuir o placar em uma cobrança de pênalti aos 46 minutos. Jorginho fez fila e foi derrubado dentro da área. Na cobrança, o goleiro Márcio chutou por cima e desperdiçou.

O Bragantino volta a campo na próxima terça para enfrentar o Icasa, às 19h30, novamente no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Do outro lado, o Atlético vai enfrentar o Sport, também na terça, às 21h50, no estádio Serra Dourada, em Goiânia. As partidas serão válidas pela 35.ª rodada.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO 2 x 0 ATLÉTICO-GO

BRAGANTINO – Leandro Santos; Robertinho (Preto), Álvaro (Graxa) e Raphael Andrade; Geandro, Serginho, Carlinhos, Magno Cruz e Alex Barros (Pacheco); Cesinha e Lincom. Técnico: Marcelo Veiga.

ATLÉTICO-GO – Márcio; Rafael Cruz, Artur, Alex Moraes (Bida) e Diego Giaretta; Régis, Dodó (Jéferson), Jorginho e Fábio Lima; Adriano Michael Jackson (Pedro Bambú) e Anselmo. Técnico: Gilberto Pereira.

GOLS – Lincom, aos 3 minutos do primeiro tempo; Cesinha, aos 16 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Lincom (Bragantino); Régis (Atlético-GO).

ÁRBITRO – Péricles Bassols Pegado Cortez (Fifa/RJ).

RENDA – R$ 7.213,50.

PÚBLICO – 714 pagantes.

LOCAL – Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).