No último amistoso antes da disputa do Grand Prix, a seleção brasileira feminina de vôlei mostrou que está preparada para tentar o nono título da competição. Nesta quarta-feira, o time comandado por José Roberto Guimarães derrotou pela segunda vez seguida a Alemanha por 3 sets a 0, no ginásio do Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte. As parciais foram de 25/21, 25/17 e 25/15, em 1 hora e 22 minutos de jogo.

Na terça, o Brasil já havia batido as alemãs por 3 sets a 1. E, em quatro amistosos contra o Japão no Nordeste, no mês passado, foram mais quatro vitórias. A estreia no Grand Prix, que terá sua primeira fase sendo disputada na cidade de São Carlos (interior de São Paulo), está marcada para o dia 6 de agosto contra a seleção de Taiwan.

“Hoje (quarta) jogamos melhor do que ontem (terça). Passamos e sacamos melhor, mas ainda cometemos erros. O ataque está bem, mas precisamos evoluir no sistema defensivo. O bloqueio está chegando num ponto ideal, mas a defesa ainda precisa melhorar bastante. Vamos aproveitar a próxima semana para trabalhar nossos pontos fracos”, afirmou Zé Roberto.

O treinador da Alemanha, Giovanni Guidetti, elogiou a recepção brasileira. “O Brasil atuou muito bem. Elas estiveram muito bem na recepção e dificultaram o nosso jogo. Também cometemos muitos erros no ataque”, comentou Guidetti, que tem em sua equipe três jovens jogadoras que conquistaram o Campeonato Mundial juvenil em 2009, no México: Hippe, Brandt e Dürr.

No jogo, o Brasil começou melhor no primeiro set, mas depois de fazer 7/4 cedeu o empate à equipe alemã. A seleção brasileira não demorou para retomar o controle da partida e, em erro de saque das adversárias, fechou em 25/21. No segundo, as brasileiras aproveitaram-se dos erros da recepção rival para abrir o placar e definiram a parcial em 25/17.

A Alemanha voltou melhor para o terceiro set e conseguiu abrir 4/1 no início. Só que a reação do Brasil não demorou e, ditando o ritmo da partida, se distanciou no placar e ganhou a partida em 25/15 com em um ataque da oposto Joycinha.