Belo Horizonte (AE) – A seleção brasileira masculina de basquete derrotou, neste sábado, os Estados Unidos por 88 a 77, no ginásio do Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, e faturou o título da Copa Internacional de BH. O Brasil terminou a competição com três vitórias – bateu a Argentina na quinta (91 a 59) e o Canadá na sexta (92 a 76).

O cestinha brasileiro foi o armador Leandrinho, que joga no Phoenix Suns (NBA), com 18 pontos. Mas o destaque da partida foi o pivô Tiago Splitter, que atua na Espanha, com 15 pontos e 11 rebotes.

A Copa Internacional de Basquete de BH serviu de preparação para a disputa da 5.ª Copa América, que também será um pré-mundial, na República Dominicana, de 24 de agosto a 4 de setembro, que irá classificar quatro seleções para o Campeonato Mundial do Japão, em 2006.

Boa defesa

Satisfeito com a vitória sobre os EUA e o título, o técnico da seleção brasileira, Lula Ferreira, destacou o forte poder defensivo da equipe na vitória de ontem sobre os americanos. ?Fizemos um bom primeiro tempo, com uma forte defesa que desestabilizou o ataque deles. Conseguimos bloquear os principais marcadores americanos, principalmente o Bell e abrimos uma vantagem de 20 pontos no placar. No terceiro quarto, diminuímos o ritmo e os Estados Unidos entraram no jogo. No último período o jogo coletivo e a defesa funcionaram novamente e conseguimos vencer?, analisou Lula.

No caminho

Cestinha do Brasil na vitória sobre os EUA, na manhã de ontem, o armador Leandrinho destacou a recuperação da seleção em um dos quartos em que a equipe jogou mal e festejou a conquista do título. ?Estamos caminhando para chegar ao ponto ideal. Hoje jogamos bem durante três períodos, mas perdemos o controle da partida no terceiro quarto. De qualquer forma a equipe soube se recuperar no momento certo e mais uma vez o jogo coletivo foi fundamental para a vitória?, comentou o armador.

Evolução

Um dos destaques na vitória de ontem, com 17 pontos marcados, o ala/armador Marcelinho destacou, logo após a partida que a seleção está em plena evolução. ?Conseguimos colocar em prática quase tudo que estamos treinando. É claro que ainda podemos melhorar, mas a equipe está progredindo dentro do que foi planejado pela comissão técnica. A marcação forte e o contra- ataque foram os nossos pontos fortes em todas as partidas?, disse o ala/armador Marcelinho.

Splitter se sobressai

O cestinha brasileiro novamente foi o armador Leandrinho, com 18 pontos. Mas o maior destaque foi o ala-pivô Tiago Splitter, 20 anos, que atua no TAU Ceramica, da Espanha, e tem amplas chances de ser recrutado no draft, o processo seletivo da NBA, em 2006.

Apesar de não ter encontrado grandes dificuldades para vencer, o Brasil continua irregular. A exemplo do que ocorrera no jogo da véspera, contra o Canadá, quando fez um péssimo primeiro tempo, a equipe apresentou queda de produtividade.