A seleção brasileira masculina de handebol segue sobrando nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Neste domingo, o time do técnico Jordi Ribera aplicou 38 a 18 no Uruguai e venceu pela segunda vez em dois jogos na competição. O resultado praticamente assegurou, com uma rodada de antecedência, a primeira colocação no Grupo A.

Com o triunfo, o Brasil alcançou a liderança isolada da chave com seis pontos e garantiu matematicamente sua classificação às semifinais. O time só não terminará em primeiro se o improvável acontecer e a República Dominicana, equipe mais frágil do grupo, derrotar o Canadá ainda neste domingo e o Brasil, na partida derradeira da primeira fase, terça-feira.

Contra os uruguaios, o Brasil esteve o tempo todo à frente no marcador. Eficiente na marcação, muito rápido nos contra-ataques e preciso nos arremessos a gol, o time fechou o primeiro tempo vencendo por 16 a 11. Alexandro Pozzer marcou quatro vezes e foi o artilheiro da etapa ao lado do uruguaio Morandeira.

Na etapa final o Brasil foi ainda mais forte ofensivamente. E a maneira de chegar ao gol defendido por Manuel Adler se repetia: troca rápida de passes à frente da área quando o time tinha a bola dominada, contragolpes velozes – não raro, em dois contra um – quando recuperava a bola na defesa.

O grande nome da etapa final foi Fabio Chiuffa. Ele arremessou seis vezes a gol, acertou cinco e colocou a outra no travessão. Chiuffa acabou sendo o artilheiro da partida ao lado de Alexandro Pozzer e Morandeira.