Líder do Grupo A da Liga Mundial, a seleção brasileira masculina de vôlei está perto de garantir a classificação para a fase final do torneio, que será realizada em julho, na Polônia. O time do Brasil acredita que, se vencer três dos próximos quatro jogos, estará com a vaga garantida para buscar o décimo título na competição.

Neste fim de semana, o Brasil encara Porto Rico no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, e só uma grande zebra fará a equipe do técnico Bernardinho não conseguir dois resultados positivos. Depois, a seleção brasileira tem dois desafios complicados contra os Estados Unidos fora de casa, quando buscará pelo menos uma vitória.

“A gente tem que conseguir ganhar pelo menos um jogo deles (Estados Unidos), para atingir o objetivo de chegar na fase final e lutar pelo decacampeonato”, diz o ponta Murilo, o melhor jogador da Liga Mundial do ano passado, quando o Brasil faturou o troféu e deixou a Itália para trás no número de conquistas (9 a 8).

Já Rodrigão, um dos mais experientes do grupo, acha que o líder da chave será decidido nas partidas diante dos EUA. “Temos que ganhar os jogos contra Porto Rico e depois partir para decidir contra os Estados Unidos. Queremos ganhar os dois jogos deles fora de casa, mas se conseguirmos uma vitória já estará de bom tamanho. O importante é classificar”, afirma o central.

Depois de encarar Porto Rico em São Paulo e os Estados Unidos em Tulsa, o Brasil ainda enfrentará a Polônia, fora de casa, na última rodada da primeira fase da Liga Mundial. Mas Bernardinho espera chegar ao confronto com os poloneses já classificado, quando a seleção brasileira poderá, então, apenas se preparar para a disputa da fase final.