A seleção brasileira feminina de rúgbi sevens deverá disputar o bronze nos Jogos Pan-Americanos, apesar de ter perdido dois dos seus três jogos neste sábado, dia em que se iniciaram, em Toronto, as disputas da nova modalidade olímpica.

O time feminino está no caminho da medalha porque a competição tem seis times, com todos jogando contra todos na fase de grupos. Os dois primeiros disputarão o ouro, enquanto o terceiro e o quarto colocados jogam pelo bronze.

O Brasil perdeu do Canadá (36 a 0) e dos Estados Unidos (26 a 7), placares mais largos do que previsto. Mas venceu a Argentina, por 22 a 5, em jogo que deve se repetir na disputa pelo bronze.

No domingo, o Brasil enfrenta os dois sacos de pancada do rúgbi sevens feminino, México e Colômbia. Se vencer, fica em terceiro na fase de grupos e enfrenta muito possivelmente a Argentina na briga pela medalha.

No masculino, as chances de um pódio são mais restritas. Neste sábado, pelo Grupo B, o Brasil levou 26 a 4 do Canadá e 19 a 7 da Argentina, adversários que usualmente não vence. Depois, se recuperou vencendo Guiana por 31 a 5.

Em terceiro no grupo, o Brasil vai enfrentar o Uruguai nas quartas de final do Pan, sábado. Assim, vai repetir o confronto deste mesma etapa de 2011, quando o rúgbi sevens fez sua primeira aparição no Pan. Na ocasião, os uruguaios venceram por 7 a 0. O Brasil, depois, também perdeu do Chile, venceu a Guiana e ficou em sétimo.

Como país-sede dos Jogos Olímpicos do Rio-2016, o Brasil tem vaga garantida nas disputas do rúgbi sevens da Olimpíada. No Pan, conta com dois atletas britânicos naturalizados – ambos são filhos de brasileiros.