O futebol brasileiro vai fazer sua última tentativa de recuperar uma vaga na Libertadores. No próximo dia 18 de outubro, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) deve discutir se volta atrás ou não na decisão que transformou o G4 do Brasileirão em G3.

A reunião interessa diretamente ao Atlético. Atualmente em quinto lugar, com 42 pontos, o Furacão estaria na zona de classificação para o torneio. Mas em 22 de setembro, a Conmebol anunciou que o titulo continental deixaria de dar uma vaga extra ao país campeão.

Como o Internacional venceu a Libertadores em 2010, o Brasil só pode classificar mais três representantes para edição de 2011, além do Santos, campeão da Copa do Brasil. Assim, hoje apenas Corinthians, Fluminense e Cruzeiro conquistariam suas vagas através do Brasileirão.

Porém, segundo o diretor de comunicação da Conmebol, Nestor Benítez, a mudança não está confirmada. “A decisão cabe ao Conselho Executivo, que se reunirá nesse dia para debater diversos assuntos, e esse é um deles”, afirma.

O Atlético está atento à movimentação, mas diz não ter poder para influenciar a decisão. “É uma conversa que vai acontecer através da CBF. Os clubes não têm participação. Mas já informamos nossa posição e a CBF vai defendê-la”, diz o presidente atleticano, Marcos Malucelli.

A própria CBF, porém, não alimenta muita esperança de frear a mudança. A tendência é que todos os países sul-americanos se posicionem contrários à reivindicação brasileira.