Atual campeã da Copa do Mundo, a Itália deixou claro que não tem grandes pretensões no Grand Prix de vôlei ao enviar para as duas primeiras etapas um grupo formado quase completamente por reservas -as titulares permaneceram na Europa se preparando para a Olimpíada de Londres. Mesmo assim, a seleção brasileira sofreu para vencer as adversárias, que contaram com grande atuação da musa Piccinini, na noite de ontem em São Bernardo do Campo. O time comandado por José Roberto Guimarães voltou a mostrar irregularidade, mas conseguiu o triunfo por 3 sets a 2 (26/24, 14/25, 25/15, 24/26 e 16/14).

Piccinini foi a maior pontuadora, com 25 pontos (21 de ataque, 3 de bloqueio e um de saque). Pelo lado brasileiro, Sheilla foi a mais efetiva, com 19 pontos)

Com a vitória sobre a Itália, o Brasil se mantém invicto na competição. Atualmente, a equipe ocupa a sexta colocação, empatada em pontos (11) com Cuba, mas atrás das caribenhas nos critérios de desempate. O líder é a seleção dos EUA (15 pontos), justamente a próximo rival do Brasil. As equipes duelarão hoje, às 13h20, em São Bernardo do Campo.