O Brasil não começou bem em Wimbledon. Neste segunda-feira, no primeiro dia de jogos do qualifying do Grand Slam londrino, seis tenistas brasileiros entraram em quadra e só um deles conseguiu vencer. Todos os outros foram eliminados já na primeira rodada e deram adeus à chance de disputar a chave principal.

A única vitória brasileira foi de Marcelo Demoliner, que venceu Aldin Setkic, da Bósnia-Herzegovina, por 2 sets a 1, parciais de 6/4, 3/6 e 6/3. Na segunda rodada do qualifying, o brasileiro, que é o número 265 do mundo, vai enfrentar o norte-americano Bobby Reynolds, que aparece mais de 100 posições à sua frente na lista. Ainda que vença, o tenista do Brasil vai precisar de mais um jogo para chegar à chave principal.

De resto, só derrotas nesta segunda-feira para o Brasil. Guilherme Clezar perdeu para Javier Marti (Espanha) de virada: 6/2, 7/5 e 7/5. Fabiano de Paula caiu diante de Steven Diez (Canadá), com 7/6 (8/6) e 7/5, enquanto André Ghem foi derrotado por Michael Berrer (Alemanha) por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 7/5.

O algoz de Leonardo Kirche foi Oleksandr Nedovyesov (Ucrânia), em 2 sets a 1, parciais de 6/4, 5/7 (5/7) e 6/1. Para fechar a lista, Thiago Alves caiu em dois sets (6/1 e 6/4) diante do quarto cabeça de chave, o norte-americano Wayne Odesnik.

No feminino, o Brasil tem só uma tenista inscrita no qualifying de Wimbledon: Teliana Pereira estreia nesta terça-feira contra Amanda Carreras (Grã-Bretanha). Ela é a 15ª favorita para ficar com uma das 12 vagas na chave principal do torneio, que começa na próxima semana.