Após as últimas seletivas realizadas na Alemanha, no último final de semana, o Brasil já tem definida a delegação que disputará os Jogos Olímpicos de Inverno de Turim, na Itália, de 10 a 26 de fevereiro. A equipe brasileira será representada por 10 atletas, sendo cinco de esportes de neve e cinco de esportes de gelo.

Melhor ainda: o Brasil disputará o maior número de modalidades em Jogos de Inverso de sua história: esqui alpino (Mirella Arnhold e Nikolai Hentsch), esqui cross country (Jaqueline Mourão e Hélio Freitas), snowboard (Isabel Clark) e bobsled (Armando dos Santos, Edson Bindilati, Márcio Silva, Ricardo Raschine e Samuel Bento). O Brasil classificou também Renato Mizoguchi, no luge, mas o atleta sofreu um acidente no ano passado e não tem condições de competir. A delegação brasileira em Turim será composta por 24 pessoas, entre atletas, chefe de missão, chefes de equipes, técnicos, médico, fisioterapeuta e psicólogo.

Antes dos Jogos Olímpicos de Salt Lake 2002 o Brasil havia participado somente em provas de esqui alpino. Em Salt Lake o Brasil também classificou 11 atletas, só que em apenas quatro modalidades: esqui alpino, cross country, bobsled e luge. Em Turim, a novidade é o snowboard.

Os atletas brasileiros de esqui alpino, esqui cross country e bobsled ficarão em Sestrieri. Isabel Clark, do snowboard, ficará em Bardonechia. As Vilas começam a receber atletas no dia 31. Os brasileiros chegam no dia 1.º de fevereiro.

Para o presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve, Stefano Arnhold, a previsibilidade dos recursos da Lei Agnelo/Piva revolucionou a preparação dos brasileiros. "No cross country, tivemos três meninas disputando a vaga. No snowboard, montamos uma boa estrutura para a Isabel. No esqui alpino, a equipe também conta com ótimos serviços. Foi uma superpreparação", explicou Stefano Arnhold, presidente da CBDN.

Com essa evolução, Stefano diz ser possível esperar por bons resultados. "O objetivo é conseguir resultados entre os 20 melhores do mundo", adianta Eric Maleson, diretor da Confederação.