A seleção feminina de vôlei do Brasil venceu o Japão por 3 sets a 1, de virada, com parciais de 24/26, 25/21, 25/23 e 25/21, nesta quarta-feira, em Tóquio, em sua segunda partida na Copa dos Campeões. Com o resultado, o time brasileiro ficou na liderança da competição, com quatro pontos ganhos.

A equipe comandada por José Roberto Guimarães havia vencido a República Dominicana por 3 sets a 0 em sua estreia e agora volta a jogar na madrugada desta quinta-feira, às 2h30 (horário de Brasília), contra a Coreia do Sul.

No duelo desta quarta-feira, depois de ver o Brasil perder o primeiro set, Zé Roberto resolveu fazer três modificações na equipe, sacando Dani Lins, Adenízia e Natália e colocando Ana Tiemi, Thaísa e Paula Pequeno, que fez sua estreia na competição. A atacante disputa seu segundo torneio com a seleção depois de um longo período de recuperação de uma cirurgia no joelho.

Com as alterações, o Brasil engrenou na partida e teve Mari e Sheilla como as duas maiores pontuadoras do jogo, com 21 e 19 pontos, respectivamente. Atrás delas no fundamento no Brasil ficou Paula Pequeno, que fez 14 pontos e festejou a sua boa estreia na Copa dos Campeões.

“Estou muito feliz por ter colaborado bastante com a vitória. Sempre tem o que melhorar, mas o joelho (operado) em si não dói. A pior parte já passou”, afirmou Paula Pequeno em entrevista ao canal SporTV após o jogo.

A jogadora ainda comentou a dificuldade de o Brasil ter pela frente a Coreia do Sul, terceiro adversário seguido que faz parte da escola asiática do vôlei. “É um cansaço mental incrível. A gente tem que estar sempre concentrada, pois em questão de segundos elas (as asiáticas) podem retomar o controle do jogo. Vai ser mais um jogo complicado”, analisou.

Outras duas partidas foram disputadas nesta quarta-feira pela Copa dos Campeões. Em uma delas, a Itália venceu as coreanas por 3 sets a 2, também de virada, com parciais de 24/26, 24/26, 28/26, 25/19 e 15/9. O resultado deixou as italianas ao lado das brasileiras na liderança do torneio, com quatro pontos, mas o Brasil leva vantagem sobre o país europeu nos critérios de desempate.

Além da Itália e do Brasil, outra seleção que ganhou de virada nesta quarta-feira foi a República Dominicana, que bateu a Tailândia por 3 sets a 1, com 14/25, 25/20, 25/21 e 28/26. O resultado deixou as dominicanas com três pontos, ao lado das japonesas.