Vai começar o Campeonato Brasileiro! Depois de cinco meses de espera, vem aí a principal competição do calendário do futebol nacional. Para muitos, a temporada começa agora. Daqui até dezembro serão nada menos do que 38 rodadas, nas séries A e B. Em jogo, o almejado título do Brasileirão, uma vaga nas competições continentais e a luta para permanecer na elite ou para voltar à primeira divisão.

Claro que alguns times começam como os grandes favoritos. Na Série A, Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro e Grêmio despontam como os principais candidatos ao título, por conta do forte elenco que formaram nos últimos tempos. Mas logo atrás vem diversos times querendo entrar nesta briga, como Corinthians, Internacional e São Paulo. O Campeonato Brasileiro é, talvez, o único que tenha várias equipe que possam sonhar com a taça.

+ Leia também: Com o início do Brasileirão, Athletico testará força do elenco

Ao mesmo tempo, permite que grandes clubes precisem suar até o último jogo para fugir do rebaixamento. É a magia do Brasileirão, que nos últimos quatro anos foi monopolizado por Palmeiras, campeão em 2016 e 2018, e Corinthians, que faturou em 2015 e 2017. Mas a briga pela Libertadores contou com Flamengo, Cruzeiro, São Paulo, Santos, Botafogo, Internacional, Atlético-MG, Athletico, Chapecoense e Vasco. Ou seja, mais da metade dos participantes rondaram as primeiras posições.

Até por isso, os menos favorecidos financeiramente conseguem buscar melhores posições, tamanho é o equilíbrio. Ou seja, arriscar palpites é pedir para tomar na cabeça. É impossível ter 100% de certeza em tudo que o vai acontecer, principalmente porque a partir de julho tudo pode mudar.

Primeiro pela parada do Brasileirão de três semanas, por conta da Copa América. Tempo para quem está mal se recuperar e quem está bem acabar perdendo o embalo. Depois, pelo fato de abrir a janela de transferências internacionais e, com isso, um festival de jogadores sendo negociados e muitos times rodando praticamente todo o elenco.

Confira a tabela de jogos completa do Brasileirão

Para muitos, essa é a graça do torneio, que irá mexer com as emoções de torcedores de 20 clubes, que, ao final do ano, esperam comemorar algo. Porém, quatro deles terão o que lamentar, com a degola para a Série B.

Série B

Se a primeira divisão, apesar das diferenças, tem um equilíbrio forte, o que falar então da Série B? Os 20 participantes tem um nível ainda mais próximo. Bom para o futebol paranaense, que terá quatro representantes – Coritiba, Paraná, Londrina e Operário – sonhando com uma vaga na elite.

+ Mais na Tribuna: Coxa tem o peso da obrigação do acesso

Claro que os clubes como Coxa, Tricolor, Sport, Vitória, Ponte Preta, Guarani e América-MG, que tem uma certa tradição nacional, acabam despontando como os principais candidatos. Só que em um campeonato truncado, a fama não vale nada.

+ Saiba mais: Tricolor entra na Série B querendo repetir última participação

Tanto que um ‘novato’ surge como o grande clube. O Bragantino recentemente fechou uma parceria com o Red Bull Brasil e deve ter o elenco mais forte da segunda divisão. Além daqueles que alguns anos atrás estavam na elite, como Atlético-GO e Figueirense.

Confira a tabela completa da Série B

O que mostra que chegar em dezembro no G4 não será uma tarefa fácil e que a Série B, assim como a Série A, promete emoção até a última rodada.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!