Os clubes das Séries A e B do Brasileirão entregaram uma carta nesta terça-feira (21) para a TV Globo garantindo a realização dos respectivos campeonatos com as 38 rodadas previstas. Assim, a ideia é afastar qualquer possibilidade de mudança por causa da pandemia do coronavírus.

A iniciativa dos clubes tem como objetivo mostrar para a Globo que os times pretendem cumprir a parte deles no contrato, fazendo assim com que a TV não cogite um corte no pagamento dos direitos de transmissão.

“Os presidentes dos clubes se reuniram juntamente com o Conselho Nacional dos Clubes, que representa a Série A e a Série B, além dos clubes que ainda estão na Copa do Brasil. Foi feita uma carta entregue à Rede Globo confirmando o compromisso de ter as 38 datas e em contrapartida ter a manutenção dos pagamentos”, disse Edno Melo, presidente do Náutico, à Rádio Jornal, do Recife.

“Se já era vital para os clubes, hoje a cota é fundamental e essencial para a sobrevivência e manutenção dos pagamentos dos clubes”, completou o dirigente.

No caso da Série B, os clubes têm direito a dez parcelas de R$ 600 mil. Duas já foram pagas e a próxima será em maio. A expectativa é que não ocorram atrasos e, se possível, antecipação de receita, já que este dinheiro tem sido fundamental para as agremiações se manterem neste período sem futebol.

+ Mais do futebol paranaense:

+ Empresa argentina vence concorrência por direitos do Brasileirão
+ Futebol com torcida no Brasil apenas em 2021, apontam especialistas