Faltando apenas mais dez rodadas para acabar, o Campeonato Brasileiro já não tem mais aquela classificação totalmente embolada, como alguns jogos atrás. O que não quer dizer que o equilíbrio também não existe.

O pelotão da frente vai abrindo vantagem. Os cinco primeiros, que hoje iriam para a fase de grupos da Libertadores direto, já que o Cruzeiro, quinto colocado, foi campeão da Copa do Brasil, já estão mais de uma rodada à frente do sexto e do sétimo colocados. A própria Raposa está em quinto, com 47 pontos, quatro a mais que Botafogo e Flamengo, sexto e sétimo, respectivamente, que iriam para as primeiras eliminatórias do torneio continental.

Os dois, por sua vez, já estão quatro pontos acima do Vasco, que é o oitavo. A partir do time cruzmaltino, no entanto, a classificação começa a ficar mais próxima, com todos ainda tendo que se preocupar com o rebaixamento. Tanto que três times estão empatados com 35 pontos, com alguns até podendo entrar na zona da degola já nesta rodada, dependendo de algumas combinações de resultados.

Até mesmo quem está mais abaixo na tabela pode respirar novos ares. A Chapecoense, por exemplo, atualmente com 32 pontos, está fora da zona de rebaixamento no momento apenas pelo número de vitórias. Mas se vencer o Atlético-MG, fora de casa, pode saltar até para o 12º lugar. Ao mesmo tempo, pode cair para 18º.

Somente Coritiba e Atlético-GO não podem sair da zona de rebaixamento nesta 29ª rodada, enquanto seis clubes que no momento estão fora do Z4 podem chegar à próxima rodada entre os quatro últimos.

Ou seja, enquanto a briga por Libertadores vai se polarizando entre poucos times – porque a cada partida o Corinthians vai se consolidando na liderança -, todos os demais ainda precisam se preocupar com a parte debaixo da classificação.