Ricardo e Álvaro Filho tiveram uma experiência única nesta quarta-feira, quando estrearam no Grand Slam de Roma jogando um dos mais longos sets da história do vôlei de praia. Depois de vencerem os russos Semenov e Koshkarev por 21/14 no primeiro set, eles encararam uma maratona no segundo, que só foi fechado em 36/34, completando 70 pontos numa só parcial da partida.

Essa foi só uma das três vitórias do Brasil no primeiro dia de disputas da chave principal masculina em Roma. Com três duplas no Grand Slam, o País teve 100% de aproveitamento nesta quarta-feira no Foro Itálico.

Pelo Grupo B, os líderes do ranking mundial, Bruno Schmidt e Pedro Solberg, não tiveram dificuldades para vencer os italianos Cecchini e Morichelli por 2 a 0, parciais de 21/12 e 21/14. Já pelo Grupo G, os atuais vice-campeões do Circuito Mundial também venceram com facilidade. Alison e Emanuel derrotaram os checos Kufa e Hadrava por 2 a 0, parciais de 21/15 e 21/17.

O Grand Slam de Roma têm um cronograma diferente do usual no Circuito Mundial. As duplas jogam uma partida por dia entre quarta e sexta, pela fase de grupos, e a repescagem também é na sexta. As quatro rodadas de mata-mata (oitavas, quartas, semi e final) serão divididas entre sábado e domingo.