O bielo-russo Andrei Mikhnevich, que já foi campeão mundial e europeu do arremesso de peso, foi banido pelo resto da vida do esporte após ser pego pela segunda vez em exame antidoping. A Federação de Atletismo da Bielo-Rússia impôs a punição após o dono de uma medalha de bronze olímpica testar positivo em novas análises de amostras de exames antidoping feitos no Mundial de Atletismo de 2005, em Helsinque.

Mikhnevich havia testado positivo anteriormente em 2001, quando foi suspenso por dois anos. O atleta diz que é inocente e vai tentar revogar a sua suspensão na Corte Arbitral do Esporte, em Lausanne, na Suíça. O banimento entrará em vigor após ser confirmado pela Associação Internacional de Federações de Atletismo.

Mikhnevich foi um dos seis atletas da Rússia e da Bielo-Rússia pegos em novas análises das amostras retiradas em Helsinque. Ele agora vai perder várias medalhas, incluindo o ouro do Campeonato Europeu de Atletismo de 2010, em Barcelona. O polonês Tomasz Majewski, que tinha ficado com a prata, herdará o ouro. Mikhnevich foi campeão mundial em 2003 e também ganhou o bronze nos Mundiais de Atletismo de 2007 e 2011 e na Olimpíada de 2008.