Bruno Mineiro deve ser o camisa 9 rubro-negro hoje à noite contra o Corinthians. O jogador é o artilheiro do Atlético no Brasileirão (4 gols) e também na temporada 2010, mas vive um jejum de sete partidas sem balançar as redes adversárias. A última comemoração pessoal foi em 31 de julho na derrota para o Fluminense, no Maracanã.

A situação incomoda um pouco o atacante, mas ele ressalta que um jogador não pode viver apenas de gols. Dar assistências e ajudar o grupo é fundamental e, por isso, ele acredita ter retornado a titularidade. “Fico preocupado por não marcar, mas a preocupação não pode atrapalhar em campo. (Sem gols) o rendimento tem que ser de outro jeito, dando passes e assistências, como foi no último jogo. Estou ajudando o grupo de outra maneira e, com as vitórias, tudo vai ficar mais fácil”, afirmou o jogador.

Enfrentar o Corinthians, com a Arena lotada e o Atlético embalado, parece ser o momento ideal para reverter esse divórcio do atacante com os gols. Bruno não atuou pelo Furacão nas duas oportunidades que o time paranaense jogou contra o alvinegro paulista neste ano. Na estreia do Brasileirão e na final do torneio de Londrina. No entanto, a lembrança do artilheiro contra o Corinthians é boa. Com a presença de Ronaldo em campo, Bruno Mineiro foi autor de um dos gols da vitória de seu ex-time (Náutico) contra o Corinthians, em São Paulo, na reta final do Brasileiro de 2009. E repetir a dose, hoje à noite, com a camisa rubro-negra, é tudo que o artilheiro atleticano mais quer. “Naquele jogo eu e o Ronaldo marcamos. Espero que desta vez somente eu consiga comemorar”, comentou.

Para ele, hoje é dia de afirmação para o grupo rubro-negro. “O adversário tem um grande elenco e jogadores de altíssimo nível. Mas aqui também temos potencial. A motivação é grande diante da nossa torcida e por encarar o Corinthians. Vamos fazer um bom jogo. Tivemos uma evolução muito boa e dentro da Arena tem que dar Atlético”, finalizou.