O jogador paraguaio Salvador Cabañas deixou o México na noite deste sábado para continuar seu tratamento na Argentina. O atacante do América e da seleção paraguaia dará prosseguimento à reabilitação iniciada na Cidade do México, quase dois meses depois de ser baleado na cabeça.

De acordo com o médico Ernesto Martínez, a transferência do jogador foi um pedido da família. “Depois de tentar aplicar diferentes terapias em Cabañas, a família pediu para continuar o tratamento na clínica Fleni, na Argentina, para seguir a terceira etapa da recuperação”, anunciou o clube mexicano, em nota.

O América ressaltou que Martínez, responsável pelo tratamento do paraguaio, aprovou a viagem do atleta, que já “apresenta condições para viajar”. Na semana passada, a televisão mexicana exibiu reportagem mostrando Cabañas jogando tênis de mesa.

O atleta, que ainda está com a bala alojada na cabeça, revelou na entrevista que pretendia continuar a jogar. Apesar dos progressos, não há previsão para o retorno do jogador, principal destaque da seleção paraguaia, classificada para a Copa do Mundo da África do Sul.

“Salvador partirá para Buenos Aires acompanhado de sua esposa e do médico Alfonso Díaz, chefe dos serviços médicos do clube América, que continuará acompanhando a evolução do jogador”, acrescentou o comunicado do clube. A clínica que receberá Cabanãs é considerada referência na área de tratamento de crianças e adultos com problemas físicos, mentais e emocionais.

O paraguaio foi baleado no dia 25 de janeiro, no banheiro de um bar na Cidade do México, supostamente por causa de uma discussão sobre futebol. Familiares do esportista teriam revelado temor de que ele pudesse sofrer um novo atentado.