A campanha do Botafogo no Engenhão tem sido quase irretocável. Invicto em seu estádio, o time carioca precisa vencer o Figueirense e contar com derrotas de Vasco e Corinthians para assumir a liderança do Brasileiro. Apesar do retrospecto positivo em casa, existe preocupação com o adversário, que faz boa campanha e está na luta por uma vaga na Libertadores.

Depois de cumprir suspensão na vitória sobre o Cruzeiro, o volante Marcelo Mattos volta ao time e espera que os botafoguenses se imponham em seus domínios e relembra a derrota por 2 a 0, em Santa Catarina.

“O que tínhamos que errar, já erramos. O Figueirense vem com uma campanha muito boa. Temos que fazer um resultado diferente (do primeiro turno)”, comentou o volante, que ainda acredita que a disputa pelo título está em aberto.

“Até São Paulo e Inter, todas as equipes podem sonhar com o campeonato. Os que estão mais em cima, se derem bobeira, os outros vão chegar. O campeonato vai ficar mais difícil daqui para a frente”, disse Mattos, ignorando o próprio Figueirense, que tem os mesmos 50 pontos do São Paulo.

Com o retorno do volante, o técnico Caio Júnior não tem desfalques entre os titulares e vai contar com sua força máxima. O único afastado por lesão é o reserva Lucas Zen.

MUDANÇA – A diretoria do Botafogo vai tentar seduzir os dirigentes do América-MG para mudar o local da partida entre as equipes, na 35ª rodada, para Juiz de Fora, onde o time carioca tem muitos torcedores. Os botafoguenses confiam que conseguirão o mesmo que o Corinthians, que acertou a alteração com os mineiros para transferir o jogo da Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, para o Parque do Sabiá, em Uberlândia.