Sete vezes campeão da Volta da França, Lance Armstrong terminou neste domingo a sua última participação na tradicional prova com o título por equipes, conquistado pela Team Radio Shack, e envolvido em uma nova controvérsia por conta da camisa que usou no pódio e com a qual tentou participar da última etapa.

A sua equipe foi proibida de iniciar a etapa final por usar uma camiseta inapropriada, o que o atrasou por 15 minutos o início da disputa. Armstrong e seus companheiros tentavam usar uma camiseta com o número 28 nas costas. O número era uma homenagem para as 28 milhões de pessoas que lutam contra o câncer, uma das causas da Fundação Livestrong do ciclista.

A União Ciclística Internacional ressaltou que Armstrong e seus companheiros precisavam usar os números oficiais da Volta da França, de acordo com as regras da entidade. Porém, o norte-americano não desistiu de usar a camisa e subiu ao pódio com a camiseta preta.

Armstrong terminou a Volta da França em 23º lugar, 39min20 atrás do vencedor Alberto Contador, seu ex-companheiro de equipe e rival. Seu desempenho esteve muito daquele apresentado em 2009, quando alcançou a terceira colocação, depois de quatro anos afastado da prova.